1103

06 Dez 2019

| diretora: Edite Estrela

EDIÇÃO DIGITAL DIÁRIA DO ÓRGÃO OFICIAL INFORMATIVO DO PARTIDO SOCIALISTA

Mobilidade elétrica
Governo retoma projeto do PS depois de dois anos desperdiçados
AUTOR

PS

DATA

13.08.2015

FOTOGRAFIA

Ricardo Oliveira

Governo retoma projeto do PS depois de dois anos desperdiçados

Foram dois anos perdidos para o país na implementação de políticas energéticas. Só agora, em final de ciclo governativo, o Executivo da coligação PSD/CDS vem dar a mão à palmatória e aprovar a regulamentação para a rede de carregamento de carros elétricos, recuperando assim um projeto lançado pelo anterior Governo socialista.

 

Trata-se, afinal, do reconhecimento tardio da validade de um projeto do PS e que o Governo da coligação de direita tinha travado, à imagem do que sucedeu com tantos outros, por mero preconceito político e ideológico. Um travão que trouxe prejuízo para o país, interrompendo a posição de liderança e de vanguarda em que Portugal se colocava nesta área e inviabilizando a formação de cluster industrial em torno desta tecnologia.

O atual Governo “esteve dois anos sem qualquer política, para depois retomar o que eram políticas do anterior Governo” para a área energética, revelando uma “inversão total de política”, assinala o economista Manuel Caldeira Cabral. Mais do que um pensamento estratégico estruturado para o sector, é revelador, acrescenta, da intenção instrumental de ir “atrás dos fundos comunitários”.

Manuel Caldeira Cabral, que é também cabeça de lista do PS pelo círculo de Braga às legislativas, sublinha que estão em causa “políticas de médio e longo prazo”, que o atual Executivo havia descurado. “O Estado não pode abdicar de ter uma política para a energia”.

O projeto da mobilidade elétrica é retomado pelo PS no programa que apresenta ao país para o próximo ciclo governativo, como um desígnio estratégico para substituir progressivamente a dependência dos combustíveis fósseis no transporte rodoviário por um maior consumo de eletricidade renovável.

A adoção de uma visão integrada da temática ambiental, do desafio energético e da aposta numa mobilidade eficiente, sempre com um forte cunho de inovação, traduz um projeto nacional que o PS entende como fundamental para um modelo de crescimento sustentável da economia portuguesa.

Capa Edição Papel
 
EDIÇÃO Nº1414
Agosto 2019