1104

09 Dez 2019

| diretora: Edite Estrela

EDIÇÃO DIGITAL DIÁRIA DO ÓRGÃO OFICIAL INFORMATIVO DO PARTIDO SOCIALISTA

Cuidar do Futuro
Reafirmar compromissos sociais entre gerações
AUTOR

J. C. Castelo Branco

DATA

15.09.2015

FOTOGRAFIA

PS

Reafirmar compromissos sociais entre gerações

O PS reafirma os compromissos sociais entre os portugueses de várias gerações, nomeadamente no que respeita à Segurança Social, afirmou ontem Mário Centeno, coordenador do cenário macroeconómico que serviu de base ao programa eleitoral socialista.

 

Mário Centeno e Manuela Ferreira Leite, antiga líder do PSD, apresentaram, em Lisboa, o livro “Cuidar do Futuro – Os Mitos do Estado Social Português”, de Pedro Adão e Silva e Mariana Trigo Pereira. Os dois convidados foram unânimes em referir as qualidades da obra onde se desmontam alguns mitos em torno do Estado Social, nomeadamente no que respeita à sua sustentabilidade.

Na sua intervenção, Mário Centeno lamentou que, nos últimos anos, se tenha assistido a um “incumprimento generalizado” na relação entre o Estado e os portugueses na Segurança Social, salientando a importância da confiança no sistema de pensões, que foi quebrada.

“O Estado Social é um instrumento de defesa da liberdade”, defendeu o economista e candidato pelo PS, salientando que uma desigualdade no acesso a oportunidades no plano económico e social “reduz a capacidade” de produção do país e “gera círculos viciosos” negativos.

Por sua vez, Manuela Ferreira Leite considerou que temas como a Segurança Social são de uma importância “que nunca é de mais sublinhar”, chamando a atenção para a “desconfiança” dos cidadãos nas reformas.

Tentou-se passar a ideia, frisou a antiga líder do PSD, de que “a Segurança Social era a causa de todos os males”, o que originou “uma perda de confiança no sistema”. Com o programa de assistência financeira do país, foi “pela primeira vez violado o contrato entre cidadãos e o Estado”, acrescentou.

 

Desmontar demagogia e manipulação

“Cuidar do Futuro – Os Mitos do Estado Social Português” é, segundo Mariana Trigo Pereira, coautora do livro, “um trabalho que pretende desmontar algumas ideias feitas sobre as funções sociais do Estado, onde há muita demagogia e manipulação que têm minado a confiança no sistema”.

Em declarações ao AS Digital Diário, Mariana Trigo sublinha que o livro pretende ainda “explicar ideias complexas, numa linguagem acessível, porque é necessário consensualizar o diagnóstico, uma vez que a Segurança Social precisa de uma cultura de compromisso e diálogo que permita encontrar soluções duradouras que restaurem a confiança e assegurem políticas sociais sustentáveis”.

Na audiência estiveram diversas personalidades da nossa vida política, social e cultural, designadamente os ex-Presidentes da República Ramalho Eanes e Jorge Sampaio, o líder parlamentar do PS, Ferro Rodrigues, e o presidente da Câmara de Lisboa, entre muitas outras.

 

AUTOR

J. C. Castelo Branco

DATA

15.09.2015

Capa Edição Papel
 
EDIÇÃO Nº1414
Agosto 2019