986

20 Maio 2019

| diretora: Edite Estrela

EDIÇÃO DIGITAL DIÁRIA DO ÓRGÃO OFICIAL INFORMATIVO DO PARTIDO SOCIALISTA

Vasco Cordeiro
Mais 18 mil açorianos vão ter médico de família
AUTOR

J. C. C. B.

DATA

29.07.2016

FOTOGRAFIA

ps açores

Mais 18 mil açorianos vão ter médico de família

O presidente do Governo Regional dos Açores, Vasco Cordeiro, anunciou que mais de 18 mil açorianos vão ter médico de família até ao final deste ano, sublinhando que na área da saúde “temos a ambição de dotar a nossa região de mais recursos humanos e de avançar para termos mais médicos a servir os açorianos”.

 

Vasco Cordeiro falava na inauguração das novas instalações da Unidade de Saúde da Vila de Água de Pau, no concelho da Lagoa, em São Miguel.

Segundo o Governo Regional, em abril de 2016, terminaram a formação nove médicos de Medicina Geral e Familiar, a que se juntam outros seis clínicos que concluem a sua formação até ao final do ano.

Esta ambição reflete-se, ainda, ao nível das instalações de saúde, garantiu o presidente do Executivo açoriano, ao anunciar obras nos Centros de Saúde de Santa Cruz das Flores e das Lajes do Pico, a segunda fase do Hospital e das novas instalações do Centro de Saúde da Horta e a remodelação e ampliação do Serviço de Urgência do Hospital de Ponta Delgada.

“Aumentámos, gradualmente, o número de consultas prestadas, quer nas Unidades de Saúde de Ilha, quer nos Hospitais, registando-se um crescimento acima dos 16% de 2012 para 2015, e aumentámos também a comparticipação diária na deslocação de doentes, introduzindo fatores de maior justiça para apoiar mais quem mais precisa”, acrescentou.

O presidente do Governo Regional salientou, ainda, que o trabalho desenvolvido nestes últimos cerca de quatro anos não se limitou ao investimento em obra física, incidindo também ao nível das listas de espera cirúrgicas, com a criação de mecanismos e soluções que estão a começar a dar resultados, assim como na criação de mais e melhores ferramentas informáticas para os profissionais de saúde, que, assim, trabalham com maior eficiência e em benefício dos utentes.

“Este caminho que temos feito está a produzir resultados, mas é um caminho relativamente ao qual temos consciência do quanto falta ainda percorrer”, disse ainda.

AUTOR

J. C. C. B.

DATA

29.07.2016

Capa Edição Papel
 
EDIÇÃO Nº1412
Fevereiro 2019