1066

15 Out 2019

| diretora: Edite Estrela

EDIÇÃO DIGITAL DIÁRIA DO ÓRGÃO OFICIAL INFORMATIVO DO PARTIDO SOCIALISTA

Requalificar o território
Investimento na reabilitação urbana estende-se por todo o país
AUTOR

Rui Solano de Almeida

DATA

20.01.2017

FOTOGRAFIA

Jorge Ferreira

Investimento na reabilitação urbana estende-se por todo o país

São mais de 300 milhões de euros que estão a ser aplicados em mais de 500 obras em todo o país, na reabilitação urbana e na requalificação dos territórios, anunciou hoje, no Algarve, o ministro do Planeamento e Infraestruturas, Pedro Marques.

 

Falando à margem da cerimónia de assinatura do protocolo de atribuição do apoio financeiro adicional do Portugal 2020 aos municípios do interior algarvio, assinado entre a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional (CCDR) do Algarve e o município de Aljezur, Pedro Marques lembrou que estes investimentos se destinam prioritariamente às chamadas “zonas de convergência”, embora se estendam também à região do Algarve, estando a ser disseminados “por todo o país”, tendo em vista a recuperação do espaço público dos centros urbanos e os edifícios públicos cuja “valência já não era a adequada”.

Estas obras de requalificação, que estão a realizar-se um pouco por todo o território, visam, segundo o ministro do Planeamento e Infraestruturas, não só melhorar e modernizar os espaços públicos, que há muito necessitavam de uma intervenção e de um olhar mais atento à sua preservação, mas também elevar a qualidade de vida das populações, contribuindo assim para o “desenvolvimento das regiões” mais equilibrado e harmonioso.

Defendendo que muitos dos edifícios públicos desativados das anteriores funções podem passar, após serem reabilitados, a “espaços de criatividade”, servindo a partir daí para albergar, por exemplo, “empresas de micro empreendedores”, Pedro Marques assinalou que estas obras representam, na maior parte dos casos, apenas “pequenas intervenções” a desempenhar uma “enorme diferença” para a “competitividade das cidades”.

Reafirmando o que tem vindo a defender desde o princípio, de que o seu ministério olharia com redobrada atenção para os problemas das regiões do interior, Pedro Marques fez questão de aludir que o Governo tem “cumprido com o que prometeu aos territórios do interior”, recordando a este propósito a ideia há muito anunciada por António Costa, de que as regiões do interior “são o nosso principal espaço de aproximação a um grande mercado que é a Espanha”.

Esta visita de dois dias ao Algarve, que o ministro do Planeamento e Infraestruturas está a realizar, acompanhado pelo secretário de Estado do Desenvolvimento e Coesão, Nelson de Souza, vai ainda estender-se aos municípios de Vila do Bispo, Monchique e Alcoutim, onde o governante assinará novos protocolos, idênticos ao que hoje assinou com o município de Aljezur, de apoios financeiros adicionais do Portugal 2020.

 

Capa Edição Papel
 
EDIÇÃO Nº1414
Agosto 2019