1022

15 Jul 2019

| diretora: Edite Estrela

EDIÇÃO DIGITAL DIÁRIA DO ÓRGÃO OFICIAL INFORMATIVO DO PARTIDO SOCIALISTA

António Costa
Governo reafirma vontade política em resolver situação dos lesados do Banif
AUTOR

Rui Solano de Almeida

DATA

21.07.2017

FOTOGRAFIA

dr

Governo reafirma vontade política em resolver situação dos lesados do Banif

Há “vontade política” para resolver a situação dos lesados do Banif, garantiu, no Funchal, o Secretário-geral do PS e primeiro-ministro, António Costa, numa visita que ontem efetuou à Região Autónoma da Madeira.

 

António Costa esteve ontem no Funchal na qualidade de Secretário-geral do PS, onde participou na apresentação da coligação ‘Confiança’, que se propõe liderar de novo a Câmara Municipal do Funchal, que é encabeçada pelo independente Paulo Cafôfo e que integra, para além do PS, o BE, JPP, PDR e o movimento Nós Cidadãos.

Para além dos muitos apoiantes desta coligação, que se recandidata a novo mandato na gestão da edilidade da capital madeirense, o líder socialista deparou-se com uma manifestação de lesados do Banif, aos quais António Costa disse compreender a sua ansiedade e preocupação, lamentando que tivessem sido vítimas de um sistema “que as aldrabou”.

O primeiro-ministro garantiu que há “toda a vontade política do Governo” que lidera para responder a uma situação que classificou de “gravíssima”, tendo na ocasião lamentado que “um conjunto de pessoas honestas” tivessem feito confiança “num sistema que as aldrabou”.

Em conversa com o presidente da Associação de Lesados do Banif, António Costa lembrou que o Governo “tentou mediar uma solução de entendimento entre as partes”, algo que “infelizmente não foi possível alcançar”, recordando a este propósito que, em Portugal, vigora um regime onde há separação de poderes, sendo que o Governo “não se pode substituir às instâncias próprias que têm competência para tomar estas decisões”.

O Governo, disse ainda António Costa, está a aguardar que haja novos passos sobre este processo, adiantando que a CMVM está neste momento a analisar “mais de 800 queixas” apresentadas pelos lesados do Banif que, entretanto, entregaram também uma petição na Assembleia da República.

O líder socialista teve ainda ocasião para manifestar a sua compreensão para com a ansiedade dos lesados do Banif, uma agonia que em sua opinião “não é menor do que a sentida por outras vítimas de outros processos semelhantes”, recordando que a situação do Banif “está ainda numa fase processual distinta” da situação dos lesados do BES. 

AUTOR

Rui Solano de Almeida

DATA

21.07.2017

Capa Edição Papel
 
EDIÇÃO Nº1413
Maio 2019