988

22 Maio 2019

| diretora: Edite Estrela

EDIÇÃO DIGITAL DIÁRIA DO ÓRGÃO OFICIAL INFORMATIVO DO PARTIDO SOCIALISTA

Edite Estrela

Opinião

AUTOR

Carlos Zorrinho

DATA

04.09.2017

TÓPICOS

União Europeia - Orgulho e Exigência.

Ser cidadão europeu é integrar uma comunidade com mais de 500 milhões de pessoas em que a paz tem prevalecido sobre a guerra nos últimos sessenta anos, a liberdade de expressão se tem imposto às mordaças e os direitos se tem vindo a aprofundar e a conquistar espaço jurídico às desigualdades, num quadro de respeito pelos valores da União. (Embora sem a correspondência desejável na concretização da coesão económica e social).

 

Como europeus, não devemos ser tímidos na valorização dos ganhos extraordinários conseguidos pela União Europeia no domínio da paz, da liberdade, dos direitos, da sustentabilidade ambiental ou da cooperação com os países em desenvolvimento. Assim poderemos defender e proteger melhor o acervo conseguido, no momento em que se inicia mais um ano político decisivo para o futuro do projeto europeu e para o mundo em geral.

A abordagem errada da resolução da crise financeira que emergiu no final da década passada, reduziu significativamente o grau de empatia dos europeus com o seu projeto comum. Ainda assim, uma larga maioria dos cidadãos europeus continua a ser favorável à continuação da parceria e ao seu desenvolvimento, com particular relevo para os europeus mais jovens.

Num mundo marcado pelo agravamento das desigualdades, pelas consequências das alterações climáticas, pelas incertezas da geopolítica americana, pelo acicatar dos conflitos regionais e pelo desenvolvimento de redes globais manipulação dos fluxos financeiros e de informação, é fundamental assumir sem hesitações a defesa do projeto europeu e da sua afirmação interna e externa.

Uma defesa feita num contexto democrático, que permite e estimula uma participação ativa no desenho da Europa que queremos. Da Europa das oportunidades, da livre circulação, da justiça social, da inovação, da diversidade cultural, da sustentabilidade ambiental, da coesão e da convergência.

O orgulho no património político, económico e social que fomos capazes de construir em conjunto no espaço da União Europeia é o cimento que nos dará força para exigir mais e melhor de um projeto que ainda falta completar, designadamente no que diz respeito à União Económica e Monetária, aos mecanismos partilhados de segurança e defesa, à estratégia comum para uma globalização sustentável e com crescimento e emprego e ao desenvolvimento de um pilar social adequado aos novos tempos. 

AUTOR

Carlos Zorrinho

DATA

04.09.2017

TÓPICOS
Capa Edição Papel
 
EDIÇÃO Nº1413
Maio 2019