988

22 Maio 2019

| diretora: Edite Estrela

EDIÇÃO DIGITAL DIÁRIA DO ÓRGÃO OFICIAL INFORMATIVO DO PARTIDO SOCIALISTA

Edite Estrela

Opinião

AUTOR

Duarte Cordeiro

DATA

09.10.2017

TÓPICOS

A vitória da Confiança

No dia 1 de outubro, o PS obteve uma grande vitória no país e em Lisboa. 

 

A nível nacional, bastaria a vitória no maior número de Câmaras e de Freguesias, face aos restantes partidos, para que o Partido Socialista ganhasse. Como se esses objetivos não chegassem, alguma comunicação social tentou que o termo de comparação para definir quem ganha fosse apenas o número de Câmaras conquistadas em 2009. Pois bem, o PS superou esse objetivo, tendo vencido 161 Câmaras em listas do PS ou em coligação, 5 em listas encabeçadas por independentes apoiadas pelo PS e 1302 Freguesias. Obteve a maioria dos Municípios nas Áreas Metropolitanas de Lisboa e do Porto e ganhou em 11 dos 20 concelhos mais populosos do país. Foi a maior vitória de um partido em eleições autárquicas.

Em Lisboa, o PS ganhou a Câmara Municipal com 42% dos votos, um resultado claramente acima da média nacional (38%) e obtivemos mais do dobro dos votos do partido que ficou em segundo lugar. Este foi o terceiro melhor resultado de sempre do Partido Socialista na cidade Lisboa, a nossa quarta vitória consecutiva e com isso elegemos o camarada Fernando Medina como Presidente da Câmara Municipal, na sua primeira candidatura.

Mantivemos a maioria absoluta na Assembleia Municipal de Lisboa, que será presidida pela Helena Roseta, e as 17 freguesias da cidade a que presidíamos e ganhámos duas novas juntas de freguesia - Avenidas Novas e Parque das Nações.

Com estes resultados abre-se um novo capítulo no futuro da cidade de Lisboa, com renovada confiança no PS, no Fernando Medina e em todas as mulheres e homens de esquerda, que acreditam numa cidade melhor, mais competitiva, mais aberta e com mais oportunidades para todos.

Ficaram claras as prioridades políticas dos lisboetas. A continuidade da aposta no crescimento económico e no investimento, com vista à criação de emprego qualificado. O reforço da Habitação para as classes médias, com o objetivo de serem construídos 6.000 fogos a rendas acessíveis. A melhoria dos transportes públicos, com o aumento dos autocarros e motoristas na Carris, o alargamento das linhas de Eléctricos, mais transporte público na Área Metropolitana, em particular na A5 e na Linha de Cascais. Mais equipamentos sociais, com a construção de catorze centros de saúde, beneficiando mais de 305 mil utentes, e o lançamento de oito centros intergeracionais, com residências assistidas e equipamento para a infância.

A vitória nas eleições autárquicas reforça a responsabilidade do PS. Uma das preocupações no Governo deverá agora ser, tal como referiu Fernando Medina no seu discurso do 5 de outubro, a imediata descentralização de competências para os municípios, no momento em que iniciam os seus mandatos. Todos ganhamos com autarquias com competências mais robustas e com maior capacidade de resolução de problemas em proximidade. 

Quero enviar um especial agradecimento aos autarcas do PS que cessaram funções e aos candidatos que não foram eleitos. Todos os militantes e simpatizantes estão reconhecidos pelo trabalho e dedicação que realizaram em nome do nosso partido.

AUTOR

Duarte Cordeiro

DATA

09.10.2017

TÓPICOS
Capa Edição Papel
 
EDIÇÃO Nº1413
Maio 2019