806

18 Jul 2018

| diretora: Edite Estrela

EDIÇÃO DIGITAL DIÁRIA DO ÓRGÃO OFICIAL INFORMATIVO DO PARTIDO SOCIALISTA

Fogos florestais
PS no terreno envolvido no “esforço de mobilização nacional para a reconstrução do país”

PS no terreno envolvido no “esforço de mobilização nacional para a reconstrução do país”

O Partido Socialista esteve ontem presente no distrito de Viseu para visitar as zonas atingidas pela tragédia dos incêndios. Numa iniciativa da direção do partido, que envolveu deputados, autarcas e dirigentes locais, os socialistas enfatizaram que tem de ser colocado um “esforço de mobilização nacional para a reconstrução do país” e principalmente “destas zonas que foram severamente afetadas”.

 

A comitiva socialista visitou os concelhos de Santa Comba Dão, Nelas e Mangualde, onde teve oportunidade de perceber com mais detalhe, no terreno, as necessidades das populações e de avaliar a resposta à tragédia.

Em Treixedo, Santa Comba Dão, concelho que foi afetado em 80% do seu território, com uma centena de habitações e algumas empresas totalmente destruídas, a Secretária-geral adjunta, Ana Catarina Mendes, afirmou que a dimensão da tragédia “é absolutamente impressionante”, reforçando a intenção do Partido Socialista em estar envolvido no “esforço de mobilização nacional para a reconstrução do país” e principalmente, enfatizou, “destas zonas que foram severamente afetadas”.

A dirigente socialista relembrou as medidas que o Governo já providenciou, desde “as linhas de crédito a quem ficou sem nada nas empresas”, para poder responder às necessidades correntes como o pagamento de salários ou “para poder reconstruir as suas empresas” e retomar sua atividade “o mais rapidamente possível”, passando pelo “apoio às populações que neste momento ficaram sem as casas de primeira habitação” ou ainda o apoio à reconstrução de casas de segunda habitação, que são a ligação de pessoas à sua terra.

Ana Catarina Mendes frisou ainda que o Partido Socialista não é imune a que “muita desta população afetada é população que tem enormes necessidades” de medicação diária, o que, como acentuou, vem aumentar a necessidade da “extensão dos horários dos Centros de Saúde” para responder a esta necessidade agravada.

 “O Partido Socialista será um interlocutor também junto do Governo para que estas situações se possam resolver”, garantiu a Secretária-geral adjunta.

“A nossa intenção é, em conjunto com as estruturas locais do Partido Socialista, com os autarcas, os nossos deputados eleitos pelos vários distritos e, neste caso, eleitos pelo distrito de Viseu, e a Comissão Permanente do Partido Socialista, estar também ao lado das nossas populações”, concluiu.

Capa Edição Papel
 
EDIÇÃO Nº1411
Maio 2018