785

19 Jun 2018

| diretora: Edite Estrela

EDIÇÃO DIGITAL DIÁRIA DO ÓRGÃO OFICIAL INFORMATIVO DO PARTIDO SOCIALISTA

Carlos César
Proposta orçamental do Governo Regional marca um novo ciclo nos Açores
AUTOR

Partido Socialista

DATA

13.11.2017

FOTOGRAFIA

dr

Proposta orçamental do Governo Regional marca um novo ciclo nos Açores

O presidente Honorário do PS/Açores considerou, na passada sexta-feira, em Ponta Delgada, que a “política orçamental proposta pelo Governo Regional” açoriano para 2018 resulta de um trabalho “muito importante, que marca um novo ciclo” na região.

 

Falando à margem da reunião da Comissão Regional do PS/Açores, o também presidente do Partido Socialista salientou “um investimento mais centrado na quantidade e na disponibilidade de fundos, designadamente europeus, para um trabalho mais apurado, tecnicamente mais seletivo, que aposta mais na qualidade e na sustentabilidade”.

Agora neste que é “um tempo novo”, em que é preciso responder “a novas necessidades e a novas emergências”, Carlos César destacou a capacidade que o Partido Socialista tem revelado nos Açores, para estar à altura dos desafios, acrescentando que “é por isso que o PS é Governo há tanto tempo”.

“Essa é a grande virtude que nós temos tido na nossa Região. Nós fazemos mais renovação e mais autocrítica do que aquela que resulta da oposição”, concretizou, à margem da reunião do PS açoriano que debateu, entre outros assuntos, a análise da situação política regional e nacional na sequência das eleições autárquicas de outubro.

Referindo que as eleições autárquicas foram muito importantes, porque reconfirmaram a implantação do PS nos Açores e a sua liderança ao nível das câmaras municipais, assembleias municipais e assembleias de freguesia, o dirigente socialista adiantou que agora, o partido está concentrado em trabalhar no sentido de conseguir “bons resultados para a economia dos Açores”.

“Bons resultados na área social, mais emprego, mais proteção social, mais confiança entre os investidores, maior sustentabilidade no processo de desenvolvimento da nossa Região”, afirmou.

 

OE2018 é “bom para os Açores”

Para Carlos César, o “novo ciclo” tem também o contributo do Orçamento do Estado para 2018. “É mais uma vez um orçamento bom para os Açores”, disse, lembrando que os últimos dois contemplaram subidas nas transferências para a região, cumpriram a Lei de Finanças Regionais, garantiram alguns investimentos estruturantes, bem como alguns compromissos que são tidos como mais simbólicos.

“Recordo que o meu compromisso e o compromisso do Partido Socialista foi o de iniciar a construção do estabelecimento prisional de Ponta Delgada nesta legislatura, é isso mesmo que vai ser feito e é isso mesmo que está a ser feito”, assegurou.

O presidente do PS sublinhou igualmente as “conquistas importantes na evolução e na forma como o Governo da República vê as Regiões e vê os Açores”, referindo, por exemplo, o facto de, pela primeira vez, o Estado comparticipar as obrigações de serviço público no transporte aéreo interilhas, ou ainda “o volume muito significativo” de fundos que serão transferidos para os Açores por intermédio do resultado dos jogos sociais da Santa Casa da Misericórdia.

“De caso em caso, situação em situação, nós temos vindo a trabalhar, a mudar o comportamento da administração central”, sustentou Carlos César, garantindo que em matéria de autonomia, "temos tido também bons resultados e estamos a cumprir aquele que foi o compromisso do PS com os açorianos”.

AUTOR

Partido Socialista

DATA

13.11.2017

Capa Edição Papel
 
EDIÇÃO Nº1411
Maio 2018