1103

06 Dez 2019

| diretora: Edite Estrela

EDIÇÃO DIGITAL DIÁRIA DO ÓRGÃO OFICIAL INFORMATIVO DO PARTIDO SOCIALISTA

Segurança Social
Estudo do grupo dos economistas sobre impactos da descida da TSU na economia
AUTOR

PS

DATA

05.06.2015

FOTOGRAFIA

Jorge Ferreira

Estudo do grupo dos economistas sobre impactos da descida da TSU na economia

A redução da taxa contributiva para a Segurança Social injetará na economia pelo menos 1900 milhões de euros. Permite um aumento do salário líquido dos trabalhadores, estimula a procura interna, via investimento e consumo, e não coloca em causa as pensões já formadas ou próximo de serem constituídas.

 

Nos quatro anos da legislatura, o conjunto de medidas na área da Segurança Social tem um impacto positivo no crescimento da atividade de 0.8 pontos percentuais do PIB e representam uma redução da taxa de desemprego de 0.2 p.p. e um crescimento do emprego de 0.6 p.p.

Conheça aqui o documento que:

• descreve sumariamente o sistema de proteção social e a sua evolução recente.

• apresenta as medidas de redução da taxa contributiva e o seu impacto económico, em particular.

• analisa o impacto na sustentabilidade do sistema de Segurança Social, no curto e médio prazo.

• traça o impacto nos salários e nas pensões da redução da taxa contributiva

• assinala o impacto dos cortes salariais, promovidos pelo atual governo, e do desemprego no processo de formação das pensões.

• apresenta uma simulação do corte das pensões em pagamento, defendida pelo governo, no valor de 600 milhões de euros.

• rebatem-se os números alternativos que têm sido apresentados para o impacto das medidas do Relatório com o cenário macroeconómico.

AUTOR

PS

DATA

05.06.2015

Capa Edição Papel
 
EDIÇÃO Nº1414
Agosto 2019