1034

31 Jul 2019

| diretora: Edite Estrela

EDIÇÃO DIGITAL DIÁRIA DO ÓRGÃO OFICIAL INFORMATIVO DO PARTIDO SOCIALISTA

Fórum TSF
Falta autoridade ao Governo para dar lições sobre finanças públicas
AUTOR

André Salgado

DATA

08.06.2015

FOTOGRAFIA

TSF

Falta autoridade ao Governo para dar lições sobre finanças públicas

“Não reconheço nem ao Dr. Paulo Portas nem ao atual primeiro-ministro autoridade para darem lições sobre finanças públicas”. Convidado do Fórum da TSF, esta manhã, António Costa recordou que também ele herdou uma dívida muito grande na Câmara Municipal de Lisboa e que soube fazer o que compete aos políticos, reduzindo-a em 40% ao longo de oito anos. Já o Governo, comparou, aumentou a dívida pública do país em mais de 30 pontos percentuais nos últimos quatro anos.

 

“As pessoas sentem bem que este governo não cumpriu as promessas que fez na anterior campanha eleitoral e que este Governo não alcançou nenhum dos objetivos a que se tinha proposto na governação”. Foi um Governo que fracassou, quer no relançamento da economia, quer na gestão da dívida, vincou o Secretário-geral socialista.

O programa que o PS apresenta ao país e aos portugueses, sublinhou António Costa, demonstra que se soube aprender não só “com os próprios erros, havendo a noção clara de que as condições de hoje são completamente diferentes das que havia há 10 anos”, mas, sobretudo, com “os erros da governação da coligação de direita”, de entender a austeridade como uma solução e não como um problema. É necessário virar a página da austeridade e é possível fazê-lo cumprindo as regras do euro, defendeu.

O Secretário-geral do PS garantiu querer acabar com o sobressalto que o atual Governo da direita introduziu na vida dos portugueses nos últimos quatro anos, reiterando que a sua ambição é um país que possa “acordar com tranquilidade e estabilidade todos os dias".

AUTOR

André Salgado

DATA

08.06.2015

Capa Edição Papel
 
EDIÇÃO Nº1414
Agosto 2019