1103

06 Dez 2019

| diretora: Edite Estrela

EDIÇÃO DIGITAL DIÁRIA DO ÓRGÃO OFICIAL INFORMATIVO DO PARTIDO SOCIALISTA

Convenção
Palavras ditas
AUTOR

PS

DATA

08.06.2015

FOTOGRAFIA

Jorge Ferreira

Palavras ditas

Se há marca deste Governo, para além do radicalismo e da incompetência, é a desfaçatez de encobrir e mentir. No Governo entende-se que o sofrimento dos desempregados regenera e usa-se a estatística como mero instrumento de propaganda

João Galamba

 

Como cidadã e portuguesa, saúdo este programa eleitoral, que me parece sério e ambicioso. Já li muitos na minha vida. Muitas vezes, verificamos que é um somatório de coisas que, depois, não batem certas. Neste, há um sopro de inovação e mudança que será a base de uma nova maioria

Helena Roseta

 

O programa eleitoral do Partido Socialista garante também a proteção às crianças que são criadas por casais do mesmo sexo. E vem finalmente acabar com a exclusão arbitrária na candidatura à adoção por casais do mesmo sexo, para que finalmente um casal possa candidatar-se em conjunto e ser avaliado como tal. Mas vem também propor o fim da exclusão de mulheres solteiras e casais de mulheres no acesso a técnicas de procriação medicamente assistida – e quero frisar este ponto

Paulo Côrte-Real

 

Se Pedro Passos Coelho permanecer como primeiro-ministro, estamos condenados a viver o velho ciclo daqueles que agora apresentam com o ‘slogan' Portugal para a frente, quando não fizeram mais do que trazer Portugal para trás; mas se o novo primeiro-ministro for António Costa, um novo ciclo vai abrir-se

Francisco Assis

 

Estamos de acordo com o Presidente da República. Devemos poupar o país às dificuldades de formação de um governo minoritário. Respondamos afirmativamente ao apelo do Presidente da República e lutemos por uma maioria absoluta do PS, para que o país tenha o Governo que merece e de que precisa, o mais rapidamente possível

Marcos Perestrello

 

Compete aos partidos políticos apresentarem programas sérios de governo, credíveis, compatíveis com as suas responsabilidades na União Europeia. Como faz o PS. Uma vez no governo que os cumpram. Como o PS fará. Exige-se das instituições europeias, no quadro dos tratados europeus, que respeitem o voto dos cidadãos e o funcionamento democrático dos Estados membros. Só assim os cidadãos respeitam e reconhecem a democracia europeia e a sua pertença à União Europeia

Margarida Marques

AUTOR

PS

DATA

08.06.2015

Capa Edição Papel
 
EDIÇÃO Nº1414
Agosto 2019