1088

15 Nov 2019

| diretora: Edite Estrela

EDIÇÃO DIGITAL DIÁRIA DO ÓRGÃO OFICIAL INFORMATIVO DO PARTIDO SOCIALISTA

PEDRO MARQUES
Contamos com o voto dos portugueses para o avanço do projeto europeu
AUTOR

João Quintas

DATA

21.05.2019

FOTOGRAFIA

dr

Contamos com o voto dos portugueses para o avanço do projeto europeu

O Partido Socialista quer “o voto das pessoas” para o avanço do projeto europeu, enquanto a direita “apresenta os candidatos do passado” e apoia quem “pediu sanções para Portugal”, disse Pedro Marques, ontem em Sintra.

 

O Partido Socialista quer “o voto das pessoas para o avanço no projeto europeu”, declarou ontem o cabeça de lista, Pedro Marques, à saída de uma reunião na Câmara Municipal de Sintra.

Pedro Marques referiu que cada voto no PSD representa “um voto útil nas sanções, é um voto útil nos cortes aqui em Portugal”, disse o socialista numa reação suscitada pelos jornalistas sobre as declarações anteriormente proferidas pelo cabeça de lista social-democrata.

Acompanhado pelas candidatas Maria Manuel Leitão Marques e Margarida Marques, o ‘número um’ da lista do PS acrescentou, ainda, que votar no PSD é "votar em “alguém” que a primeira coisa que vai fazer é tentar eleger" Manfred Weber para presidente da Comissão Europeia. Saliente-se que Manfred Weber defendeu a aplicação de fortes sanções contra Portugal (frustradas pela atuação do Governo liderado por António Costa) e que se perfila como candidato à presidência da Comissão Europeia, com o apoio do PSD e do CDS.

“A direita, o PSD, apresenta os candidatos do passado e apresenta à Comissão Europeia o candidato que pediu sanções para Portugal na forma máxima", reafirmou Pedro Marques.

Numa antevisão do debate televisivo que teve lugar ontem à noite, estendendo o apelo a toda a campanha, Pedro Marques defendeu “menos ruído, menos insultos e mais esclarecimento dos portugueses” e disse esperar “que seja essa a vontade de todos”.

Por seu lado, o presidente da Câmara de Sintra, Basílio Horta, elogiou a prestação de Pedro Marques enquanto membro do Governo de António Costa, considerando que foi “um grande” ministro do Planeamento e das Infraestruturas.

Capa Edição Papel
 
EDIÇÃO Nº1414
Agosto 2019