1069

18 Out 2019

| diretora: Edite Estrela

EDIÇÃO DIGITAL DIÁRIA DO ÓRGÃO OFICIAL INFORMATIVO DO PARTIDO SOCIALISTA

Concurso aberto
Administração Pública vai ser reforçada com mil técnicos superiores
AUTOR

João Quintas

DATA

10.07.2019

FOTOGRAFIA

dr

Administração Pública vai ser reforçada com mil técnicos superiores

Governo quer reforçar os serviços da Administração Pública com mil técnicos superiores. O concurso de recrutamento foi lançado esta terça-feira.

 

O Ministério das Finanças anunciou ontem, através de comunicado, a “abertura do procedimento concursal de recrutamento centralizado para 1.000 técnicos superiores” para a Administração Pública.

Com esta medida, “o Governo procura reconstituir e revitalizar” a Administração Pública, apostando nas áreas estratégicas do Estado e recuperando a sua massa crítica”, revela a nota oficial.

O ingresso destes mil técnicos superiores irá, também, permitir “dotar os centros de competências e os serviços de trabalhadores qualificados em áreas especializadas” da Administração Pública.

A modalidade de recrutamento centralizado deste concurso visa criar uma bolsa de reserva “válida durante 24 meses”, constituída por técnicos superiores com “contrato de trabalho em funções públicas, por tempo indeterminado, em diferentes áreas: jurídica; económico-financeira; planeamento, controlo e avaliação; relações internacionais e ciência política; e estatística”.

De acordo com o Ministério das Finanças, os “órgãos ou serviços {da Administração Pública] poderão recorrer [a esta bolsa] quando tiverem necessidades de pessoal a suprir”.

“O objetivo principal do concurso é reforçar os centros de competências, os gabinetes de estatística e planeamento e as direções-gerais que fazem trabalho de estatística, planeamento e desenho de políticas públicas”, declarou a ministra da Presidência e da Modernização Administrativa, Mariana Vieira da Silva.

O concurso estará aberto pelo prazo de 15 dias úteis, contados a partir [desta terça-feira, dia 9] na Bolsa de Emprego Público, em www.bep.gov.pt. O concurso admite “candidatos com ou sem vínculo de emprego público previamente estabelecido”, informa o Ministério das Finanças.

AUTOR

João Quintas

DATA

10.07.2019

Capa Edição Papel
 
EDIÇÃO Nº1414
Agosto 2019