1070

21 Out 2019

| diretora: Edite Estrela

EDIÇÃO DIGITAL DIÁRIA DO ÓRGÃO OFICIAL INFORMATIVO DO PARTIDO SOCIALISTA

SNS
Centro de Saúde ‘António Arnaut’ inaugurado no Cadaval
AUTOR

Rui Solano de Almeida

DATA

13.03.2019

FOTOGRAFIA

dr

Centro de Saúde ‘António Arnaut’ inaugurado no Cadaval

Há cerca de 15 anos que a população do Cadaval reclamava por um novo centro de saúde. Ontem o primeiro-ministro e a ministra da Saúde foram a este município do distrito de Lisboa concretizar o desejo dos habitantes, batizando o novo e moderno centro de saúde com o nome do ‘pai’ do Serviço Nacional de Saúde, António Arnaut.

 

Depois de enaltecer a parceria que foi possível estabelecer entre a autarquia e o Ministério da Saúde para a concretização da construção do novo centro de saúde do Cadaval, um investimento que rondou os 700 mil euros, financiados em 15% pela Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo e em 85% por fundos comunitários, António Costa fez questão de exaltar esta cooperação classificando-a como “uma boa prova” de que juntos se “consegue fazer mais e melhor”.

Também a ministra da Saúde, Marta Temido, presente nesta cerimónia, lembrou que foi através de protocolo assinado em 2016 que o Ministério da Saúde “transferiu a dotação financeira e a competência de lançar concurso e acompanhar a obra” para a Câmara Municipal do Cadaval, referindo que a autarquia, no âmbito deste acordo, “cedeu à tutela por um prazo de 50 anos” o terreno onde se veio a construir o novo centro de saúde ontem inaugurado.

Para Marta Temido, com este novo equipamento passa a ser possível ter “ganhos no trabalho dos profissionais” e uma maior “funcionalidade do serviço prestado à população”, realidades que só são possíveis, como salientou a titular da pasta da Saúde, graças a se ter congregado no novo equipamento de saúde uma “Unidade de Cuidados de Saúde Personalizados, uma Unidade de Recursos Assistenciais Partilhados, uma de Unidade de Cuidados na Comunidade e uma Unidade de Saúde Pública”.

Este novo centro de saúde do Cadaval, para além de estar dotado de nove gabinetes de consulta médica, três gabinetes de enfermagem, duas salas de tratamento, um gabinete de saúde oral, um ginásio e seis gabinetes de trabalho, conta ainda com sete médicos, nove enfermeiros, cinco assistentes técnicos e um assistente operacional que vão servir cerca de 13.200 utentes.

AUTOR

Rui Solano de Almeida

DATA

13.03.2019

Capa Edição Papel
 
EDIÇÃO Nº1414
Agosto 2019