1069

18 Out 2019

| diretora: Edite Estrela

EDIÇÃO DIGITAL DIÁRIA DO ÓRGÃO OFICIAL INFORMATIVO DO PARTIDO SOCIALISTA

Paulo Cafôfo
Combate à pobreza e exclusão social vai ser uma realidade na Madeira
AUTOR

Partido Socialista

DATA

11.09.2019

FOTOGRAFIA

dr

Combate à pobreza e exclusão social vai ser uma realidade na Madeira

O candidato do PS à presidência do Governo Regional da Madeira, Paulo Cafôfo, defendeu, no Funchal, a necessidade de implementação de uma estratégia regional contra a pobreza e exclusão social, de forma a aproximar a Região dos níveis adequados de justiça social, em linha com o que se regista na União Europeia.

 

Durante uma visita ao Bairro de Santo Amaro, na freguesia de Santo António, esta terça-feira, o candidato socialista sublinhou a importância de ter uma política de proximidade e de mudar o paradigma do apoio social, passando da realidade assistencialista atual para uma realidade que capacite as pessoas para se autonomizarem face aos apoios governamentais.

“Temos números na nossa Região que nos devem deixar preocupados. Entre 2011 e 2018 emigraram 14 mil pessoas. Temos 27% dos madeirenses em risco de pobreza e quase um terço da nossa população ganha menos de 470 euros por mês. Não é possível continuar de braços cruzados. Só seremos uma Região mais forte se o desenvolvimento social acompanhar o desenvolvimento económico”, afirmou Paulo Cafôfo.

Para inverter a atual realidade, o candidato do PS aponta para a exigência de elaborar e ativar um plano regional contra a pobreza. “A nossa proposta passa por desenvolver uma verdadeira estratégia regional contra a pobreza. Para isso vamos ter um plano de intervenção muito concreto, que incluirá a intervenção precoce, desde a infância, no âmbito alargado que é a família, a escola e o contexto social. Esta intervenção para ser eficaz tem de ser feita em rede, envolvendo os diversos parceiros sociais, que conhecem o terreno e que nos podem ajudar a ter uma resposta adequada e no tempo certo”, defendeu.

O Programa do Partido Socialista para as eleições legislativas regionais de 22 de setembro, recorde-se, aponta como meta a redução do número de pessoas em situação de extrema pobreza, em 10%, em quatro anos, bem como a promoção de formação e qualificação dos cidadãos para combater a exclusão social.

 

Resolver os problemas de Habitação até 2026

Durante o período da manhã, o candidato do PS esteve na freguesia de São Martinho, numa ação de contacto com a população, reafirmando o compromisso para a resolução dos muitos e graves problemas de habitação na Região, ambição que disse querer ver concretizada até 2026, ano em que serão comemorados os 50 anos da Autonomia.

Para Paulo Cafôfo, as soluções para resolver os problemas na área da habitação passam pela construção de nova habitação social, “com a qualidade que as pessoas merecem, porque o facto de terem uma situação socioeconómica mais desfavorecida não significa que não tenham direito a uma habitação condigna”. Outras medidas defendidas pelo PS, são programas específicos de apoio ao arrendamento e à aquisição da primeira habitação, assim como a reabilitação de habitações degradadas.

“Quem governa tem de saber gerir os orçamentos, estabelecendo prioridades e a habitação tem de ser uma prioridade”, apontou o candidato do PS.

“O desígnio da habitação é algo que queremos cumprir nos 50 anos da Autonomia, porque a Autonomia serve precisamente para isso. Nós precisamos de resolver os nossos problemas com os instrumentos e a capacidade que temos”, frisou.

Nas suas ações de campanha, o PS tem privilegiado o contacto direto com as pessoas, levando uma mensagem de esperança com o projeto de mudança para a Região. “Precisamos de um virar de página, e um virar de página só se faz com novas políticas e com outras caras”, concretizou Paulo Cafôfo.

 

 

AUTOR

Partido Socialista

DATA

11.09.2019

Capa Edição Papel
 
EDIÇÃO Nº1414
Agosto 2019