1068

17 Out 2019

| diretora: Edite Estrela

EDIÇÃO DIGITAL DIÁRIA DO ÓRGÃO OFICIAL INFORMATIVO DO PARTIDO SOCIALISTA

Património
Governo quer lançar 33 projetos Revive em 2019
AUTOR

João Quintas

DATA

19.12.2018

FOTOGRAFIA

DR

Governo quer lançar 33 projetos Revive em 2019

"Queremos lançar os 33 projetos que temos previstos até ao final do próximo ano”, afirmou ministro Adjunto e da Economia, Pedro Siza Vieira.

 

O Governo pretende lançar, até ao final de 2019, os 33 projetos do programa Revive, anunciou ontem o ministro Adjunto e da Economia, Pedro Siza Vieira, em Vila do Conde.

“Já estão lançados 14, sendo que este é o quinto em que é assinado o contrato de concessão”, salientou o ministro na cerimónia de assinatura do contrato de concessão do Mosteiro de Santa Clara a um grupo empresarial, por forma a criar no local uma unidade hoteleira de elevada qualidade.

Sublinhando o dinamismo e desenvolvimento económico que o programa Revive fomenta várias regiões do país, particularmente fora dos maiores centros urbanos, Siza Vieira disse que o Governo não está apenas centrado “nas grandes cidades e nos destinos mais estruturados. Apostamos em elementos do nosso património com este, em Vila do Conde, para serem novas âncoras de afirmação de destinos turísticos do nosso território", declarou o ministro.

O programa Revive, que visa valorizar e recuperar o património do Estado sem uso, constitui um instrumento “muito importante na valorização de elementos do património cultural nacional para a projeção de um futuro com novo aproveitamento", classificou o ministro da Economia.

“A grande virtude [do programa Revive] é que confia na capacidade dos investidores entenderam que os projetos têm valor e merecem a aposta. Estamos muito felizes por termos encontrado um empresário que está disponível neste equipamento em Vila do Conde a dar-lhe um nível de qualidade que esperamos que possa ir ao encontro das expectativas de todos”, referiu o ministro.

No âmbito do contrato celebrado ontem, em Vila do Conde, o Mosteiro de Santa Clara foi concessionado por 50 anos, e será transformado, através de um investimento de oito milhões de euros, num hotel de cinco estrelas, com 90 quartos e com piscinas, spa e salas para eventos, criando 50 novos postos de trabalho.

Integram, também, o programa Revive outros edifícios históricos, tais como a Casa de Marrocos (Idanha-a-Velha), Mosteiro de Santo António dos Capuchos (Leiria), Mosteiro de Arouca, Convento de São Francisco (Portalegre), Quartel do Carmo (Horta, Açores) e Convento do Carmo (Moura).

 

 

Capa Edição Papel
 
EDIÇÃO Nº1414
Agosto 2019