1103

06 Dez 2019

| diretora: Edite Estrela

EDIÇÃO DIGITAL DIÁRIA DO ÓRGÃO OFICIAL INFORMATIVO DO PARTIDO SOCIALISTA

Carlos César
PS não deixará o país sem Governo
AUTOR

PS

DATA

30.10.2015

FOTOGRAFIA

Jorge Ferreira

PS não deixará o país sem Governo

O PS não vira as costas ao país e se este Governo for derrubado, como tudo indica, será substituído por “uma alternativa com apoio parlamentar estável e duradouro”, afirmou Carlos César, que disse concordar com o Presidente da República sobre as “fragilidades” económico-financeiras do país e a necessidade de estabilidade política. 

 

Esta posição foi transmitida pelo líder do Grupo Parlamentar do PS, Carlos César, numa reação ao discurso do Presidente da República na cerimónia de posse do XX Governo Constitucional, resultante da coligação PSD/CDS.

Salientando que “o PS tem consciência da situação que o país atravessa”, Carlos César afirmou que, por isso, não pode deixar de subscrever as considerações do Chefe de Estado sobre as “fragilidades económicas, sociais e financeiras que o país atravessa e conserva, fragilidades que contrastam com a propaganda eleitoral feita pela direita e que ainda hoje esteve presente em algumas passagens do discurso do primeiro-ministro”. 

Por outro lado, o também presidente do PS afirmou que as negociações com PCP e Bloco de Esquerda para a formação de um Governo alternativo estão a “correr bem” e que esse processo será conclusivo quando estiver terminado.

“Há um trabalho de procura de convergência entre os partidos de esquerda que será conclusivo quando for finalizado”, disse, acrescentando que “o PS não deixa o país sem Governo. Se este Governo for derrubado, como tudo o indica, será substituído por um Governo estável”.

“No diálogo que estamos a ter com esses partidos, PCP e Bloco de Esquerda, o que está em causa são as matérias em que convergimos para adicionar àquilo que é o programa de Governo do PS”, disse.

Carlos César esclareceu ainda que “em matérias como compromissos internacionais e europeus, o que releva é aquilo que resulta do programa de Governo PS. Nisso não recebemos lições no nosso país sobre o nosso compromisso europeu. Esse é um compromisso de sempre do PS - partido gerado na Europa e formado fora do país e num contexto europeu”.

 

AUTOR

PS

DATA

30.10.2015

Capa Edição Papel
 
EDIÇÃO Nº1414
Agosto 2019