949

22 Mar 2019

| diretora: Edite Estrela

EDIÇÃO DIGITAL DIÁRIA DO ÓRGÃO OFICIAL INFORMATIVO DO PARTIDO SOCIALISTA

Encontro autárquico em Gaia
PS não faltará ao combate em nenhuma freguesia ou concelho
AUTOR

Partido Socialista

DATA

10.04.2017

FOTOGRAFIA

Partido Socialista

PS não faltará ao combate em nenhuma freguesia ou concelho

A Secretária-geral adjunta socialista, Ana Catarina Mendes, reafirmou em Vila Nova Gaia que o PS parte para o novo ciclo do Poder Local, nas eleições de outubro próximo, com a ambição de continuar a ser “a maior força autárquica do país”, sustentada no rigor, na credibilidade e na competência. “O PS não faltará ao combate em nenhuma freguesia, em nenhum concelho”, garantiu a dirigente socialista.

 

Ana Catarina Mendes falava na última das reuniões de trabalho que antecedem a convenção nacional autárquica de 6 de maio, culminando uma ronda de sessões por todo o país, que mobilizaram mais de 1200 pessoas, entre autarcas, candidatos, dirigentes e militantes de todas as Federações distritais.

Estes encontros promoveram um participado debate programático, assim como a definição da Carta de Princípios dos autarcas socialistas, sublinhando ainda a Secretária-geral adjunta, entre os princípios que devem nortear os candidatos do partido, o rigor financeiro, a transparência e a importância de “falar verdade às pessoas”.

“Falar verdade, rigor nas contas e cumprir o que se promete faz de nós políticos mais credíveis, mas fazem sobretudo da democracia ainda mais forte”, afirmou.

Neste âmbito, a dirigente do PS enalteceu como um bom exemplo a autarquia anfitriã do encontro, liderada pelo socialista Eduardo Vítor Rodrigues. “Gaia representa bem aquilo que é uma gestão desastrosa do PSD em termos de contas públicas. O trabalho que o Eduardo Vítor [Rodrigues] e a sua equipa têm feito tem sido extraordinário, permitindo o equilíbrio de contas e obra feita”, apontou.

 

Reconhecimento de Centeno comprova “caminho certo”

Na sua intervenção, Ana Catarina Mendes, enumerou também algumas das políticas do Governo do PS, enfatizando, por exemplo, que a diminuição do desemprego, que “chegará no final deste ano a menos de dois dígitos”, é “obra dos socialistas” e do primeiro-ministro e Secretário-geral do partido, António Costa.

A Secretária-geral adjunta referiu-se ainda ao facto do ministro das Finanças, Mário Centeno, ter sido sondado para a presidência do Eurogrupo, como sendo mais uma prova inequívoca da competência do Executivo socialista e de que o país está a trilhar o caminho correto.

“Para podermos dizer que as finanças estão equilibradas, merece também o reconhecimento pelo mérito de Mário Centeno ter sido sondado para presidente do Eurogrupo. É bem a demonstração de que estamos no caminho certo”, afirmou a dirigente socialista.

 

AUTOR

Partido Socialista

DATA

10.04.2017

Capa Edição Papel
 
EDIÇÃO Nº1412
Fevereiro 2019