1092

21 Nov 2019

| diretora: Edite Estrela

EDIÇÃO DIGITAL DIÁRIA DO ÓRGÃO OFICIAL INFORMATIVO DO PARTIDO SOCIALISTA

Reunião magna socialista entre 25 e 27 de maio na Batalha
Próximo congresso do PS servirá para debater futuro do país
AUTOR

Partido Socialista

DATA

15.01.2018

FOTOGRAFIA

dr

Próximo congresso do PS servirá para debater futuro do país

A Comissão Nacional do PS aprovou no sábado, por unanimidade, a proposta de realização do XXII Congresso Nacional do partido no município da Batalha, distrito de Leiria, entre 25 e 27 de maio, decorrendo as eleições diretas para o cargo de Secretário-geral duas semanas antes, entre os dias 11 e 12.

 

No final da reunião de sábado, o líder socialista, António Costa, defendeu que o congresso de maio próximo “servirá para debater as grandes questões que se colocam ao futuro de Portugal”, particularizando “a alteração do paradigma energético para respondermos às alterações climáticas”, “as questões relativas aos futuro do trabalho perante a sociedade digital” e “a necessidade de mantermos um forte Estado Social num contexto de desequilíbrio demográfico”.

O Secretário-geral do PS e líder do Executivo afirmou ainda que a reunião magna socialista será também palco para o debate “das prioridades políticas para este ano”, enfatizando o grande desígnio já anunciado de “melhor qualidade no emprego e emprego mais justo”, com maior qualidade salarial e maior estabilidade, a par dos “desafios da qualificação, designadamente a formação ao longo da vida”, “a reforma da zona euro” e “a construção da estratégia Portugal 2030”, projetando a próxima década.

“Estas vão ser as grandes prioridades para este ano”, salientou.

A escolha da Batalha, no distrito de Leiria, para acolher a próxima reunião magna do PS, representa também um sinal descentralizador, indo ao encontro de outra das grandes prioridades políticas assumidas pelo Governo e pelo Partido Socialista para o ano de 2018, a concretização da reforma de descentralização administrativa no país.

A Comissão Nacional do PS confirmou também, por unanimidade, a proposta feita pela Comissão Permanente para que o ex-secretário de Estado da Indústria, João Vasconcelos, presida à Comissão Organizadora do Congresso (COC), assim como a aprovação dos vários regulamentos eletivos

Capa Edição Papel
 
EDIÇÃO Nº1414
Agosto 2019