1034

31 Jul 2019

| diretora: Edite Estrela

EDIÇÃO DIGITAL DIÁRIA DO ÓRGÃO OFICIAL INFORMATIVO DO PARTIDO SOCIALISTA

AUTOR

Rui Solano de Almeida/Mary Rodrigues

DATA

05.06.2015

FOTOGRAFIA

PS

Arranca hoje em Lisboa a Convenção Nacional

Tem início hoje às 21 horas, no Coliseu dos Recreios, os trabalhos da Convenção Nacional do PS “Alternativa de Confiança”, que aprovará amanhã o Programa Eleitoral socialista.

 

O Secretário-geral António Costa vai discursar na abertura e no encerramento, cabendo ao antigo ministro da Saúde, António Correia de Campos, assumir as funções de presidente da comissão organizadora da iniciativa.

Para esta noite, para além de António Costa, que discursará logo após a abertura da sessão a cargo de Correia de Campos e do líder da Federação da Área Urbana de Lisboa (FAUL), Marcos Perestrello, vão ainda intervir a coordenadora da Agenda para a Década, Maria Manuel Leitão Marques, o coordenador do cenário macroeconómico apresentado ao PS, Mário Centeno, o antigo ministro e comissário Europeu, António Vitorino e o diretor do Gabinete de Estudos e coordenador do programa eleitoral socialista, João Tiago Silveira.

O discurso de fundo onde serão explanados os conteúdos políticos e programáticos do documento eleitoral do PS será feito por António Costa, amanhã, no encerramento dos trabalhos.

 

Agenda para a Década

Este foi o primeiro documento que o PS apresentou, coordenado por Maria Manuel Leitão Marques, onde são propostos objetivos para um país mais coeso e preparado para responder a alguns constrangimentos, entre os quais o aumento da pobreza, o défice de qualificações, a competitividade da economia e os desafios da modernização.

Neste documento não se ignora o problema da dívida, apontando para a sua resolução através de uma maior competitividade da economia e uma aposta sustentada na ciência, na educação e no desenvolvimento tecnológico e mais ousadia na modernização e na internacionalização das empresas portuguesas.

 

Cenário Macroeconómico

Confiança, alternativa, inovação, dignidade e rigor são cinco substantivos que sintetizam a essência do cenário macroeconómico apresentado por um grupo de economistas independentes que o PS convidou para elaborarem este documento.

Um documento que deu forma ao programa do Governo socialista, um compromisso avaliado, testado e credível, e um exercício inédito em Portugal, essencial para a credibilização e para a confiança dos cidadãos na ação política.

 

Programa Eleitoral

Rigor, Inovação e Participação. O programa eleitoral do PS está assente em cinco pilares, orientados para 21 causas no sentido da resolução dos problemas com que Portugal e os portugueses se confrontam.

O que se propõe no programa eleitoral do PS é uma nova maneira de fazer política e de inovar na governação, visando a criação de um Estado forte, inteligente e moderno.

Trata-se de um documento estratégico que aponta para a valorização das pessoas e do território, dando prioridade à inovação, ao combate às desigualdades, à qualidade da democracia, à agilização da Justiça, à simplificação da Administração, à regularização eficaz dos mercados, à valorização das Regiões Autónomas e à descentralização como base da reforma do Estado.

 

DEBATES TEMÁTICOS

No primeiro dia de trabalhos da Convenção Nacional do Partido Socialista, a decorrer no Coliseu dos Recreios, em Lisboa, serão realizados dois painéis de debate temáticos.

No primeiro painel, Carlos Farinha Rodrigues, Rosário Gama e José António Vieira da Silva vão debater o tema “Rendimento e Coesão, moderados por Fernando Rocha Andrade, professor universitário e antigo subsecretário de Estado da Administração Interna.

Já o segundo painel, moderado pelo vice-presidente da bancada socialista Pedro Nuno Santos, tem como oradores João Vasconcelos, João Nuno Mendes e Manuel Caldeira Cabral para debaterem o tema “Investimento e Inovação”.

 

 

AUTOR

Rui Solano de Almeida/Mary Rodrigues

DATA

05.06.2015

Capa Edição Papel
 
EDIÇÃO Nº1414
Agosto 2019