1084

11 Nov 2019

| diretora: Edite Estrela

EDIÇÃO DIGITAL DIÁRIA DO ÓRGÃO OFICIAL INFORMATIVO DO PARTIDO SOCIALISTA

Fernando Medina na Festa do PS da Catalunha
Solidariedade e cidadania é um combate dos socialistas europeus
AUTOR

João Quintas

DATA

25.09.2018

FOTOGRAFIA

dr

Solidariedade e cidadania é um combate dos socialistas europeus

Fernando Medina participou na Festa da Rosa do Partido Socialista da Catalunha. O secretário nacional apelou à coesão dos socialistas europeus e manifestou grande confiança na vitória dos socialistas catalães.

 

“Os socialistas portugueses estão de alma e coração” com os socialistas espanhóis, começou por dizer Fernando Medina na sua intervenção perante milhares de participantes na iniciativa do Partido Socialista da Catalunha.

Em nome do Partido Socialista, o secretário nacional dirigiu uma palavra de solidariedade aos militantes socialistas a quem enviou “um grande abraço de amizade, de fraternidade e de carinho porque a vossa luta é a nossa luta”.

O também autarca de Lisboa sublinhou a mudança de paradigma político que ocorreu em Portugal através da governação do PS, que se traduziu, nomeadamente na “recuperação da economia, na diminuição do desemprego e na restituição da esperança dos portugueses”, abrindo, assim, o caminho para “mudar o estado de austeridade da Europa”, junto com os socialistas europeus.

“Vamos à luta!”, disse o dirigente socialista em tom de grande incentivo e determinação, “porque nós precisamos de uma vitória dos socialistas em Espanha, na Europa, na Catalunha e em Barcelona”.

Interrompido variadas vezes por aplausos, o edil de Lisboa salientou a importância das eleições europeias, sublinhando que o que estará em causa ”é saber se na Europa tem poder a direita ou se tem poder a esquerda”, sendo que, “não há esquerda na Europa sem um Partido Socialista forte e ganhador”, considerou Medina.

O secretário nacional socialista afirmou que nas próximas eleições europeias vai estar em confronto “um partido popular europeu que não renegou os partidos da xenofobia, do racismo e que fecha fronteiras na Europa” e, por outro lado, “uma política de esperança, de tolerância e da cidadania para todos os europeus”, liderada pelos socialistas.

Mas, “a batalha do socialismo joga-se também aqui, em Barcelona” afirmou Fernando Medina no final do seu discurso, deixando uma mensagem de motivação e confiança aos socialistas da Catalunha.

Capa Edição Papel
 
EDIÇÃO Nº1414
Agosto 2019