1069

18 Out 2019

| diretora: Edite Estrela

EDIÇÃO DIGITAL DIÁRIA DO ÓRGÃO OFICIAL INFORMATIVO DO PARTIDO SOCIALISTA

Brexit
Linha de apoio às empresas portuguesas disponível na próxima semana
AUTOR

Rui Solano de Almeida

DATA

22.03.2019

FOTOGRAFIA

dr

Linha de apoio às empresas portuguesas disponível na próxima semana

Os 50 milhões de euros da linha de crédito para apoio às empresas portuguesas que exportam para o Reino Unido, no âmbito do ‘Brexit’, deverão estar disponíveis “já na próxima semana”, garantiu no Parlamento o ministro da Economia.

 

Intervindo ontem, numa audição conjunta das comissões parlamentares dos Assuntos Europeus e de Economia, sobre os impactos do processo de saída do Reino Unido da União Europeia, o ministro Pedro Siza Vieira garantiu que os 50 milhões de euros da linha de crédito para apoiar as empresas nacionais que exportam para o Reino Unido, medida ativada pelo Governo para ajudar as empresas portuguesas a enfrentarem um eventual ‘hard Brexit’, vão estar disponíveis nos bancos já na próxima semana, destacando ser este o “montante adequado” e que nem todas as empresas terão necessidade de recorrer a este instrumento.

Com efeito, e segundo Pedro Siza Vieira, das 2.500 empresas portuguesas, que exportam atualmente para o Reino Unido, “nem todas têm necessidade ou sequer precisam de recorrer a esta linha de crédito” pelo que o montante agendado, considerou o governante, é suficiente e manifestamente “o mais adequado”.

O ministro recordou, a este propósito, que a pauta aduaneira temporária que o Reino Unido apresentou, “e que vigorará durante um ano”, caso não venha a existir acordo para a saída da União Europeia, “mostra que 84% das exportações portuguesas para o Reino Unido continuarão isentas de direitos aduaneiros”.

Isenções de direitos aduaneiros que não abrangem, contudo, como também assinalou o ministro da Economia, setores tão importantes como as exportações de automóveis ou as respetivas componentes ou ainda os têxteis para o lar, por exemplo, “produtos que passarão a ter alguma tributação”.

AUTOR

Rui Solano de Almeida

DATA

22.03.2019

Capa Edição Papel
 
EDIÇÃO Nº1414
Agosto 2019