1069

18 Out 2019

| diretora: Edite Estrela

EDIÇÃO DIGITAL DIÁRIA DO ÓRGÃO OFICIAL INFORMATIVO DO PARTIDO SOCIALISTA

Global Peace Index
Portugal é o terceiro país mais seguro do mundo
AUTOR

João Quintas

DATA

14.06.2019

FOTOGRAFIA

dr

Portugal é o terceiro país mais seguro do mundo

Portugal ocupa o terceiro lugar no ‘ranking’ do Global Peace Index. O país tem evoluído “muito significativamente” ao nível da segurança, visto que “estávamos em 18º, há seis anos”, disse o ministro Eduardo Cabrita.

 

O ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, salientou a evolução que Portugal tem registado nos últimos anos ao nível da segurança, sendo atualmente o terceiro país mais seguro do mundo, segundo o Global Peace Index.

Portugal tem evoluído “muito significativamente” em termos de segurança, disse Eduardo Cabrita, esta quarta-feira, recordando que o país estava classificado “em 18.º, há seis anos”.

“Portugal evoluiu muito significativamente. Temos tido, ano a ano, uma redução da criminalidade geral e violenta, e isso tem sido reconhecido” e tem vindo a contribuir para “consolidar esta imagem” de país seguro, disse o ministro.

A par das políticas públicas implementadas para o setor, que têm vindo a consolidar o seu caminho, Portugal é hoje também citado como exemplo de recuperação económica, com o maior crescimento observado nos últimos 20 anos e o aumento de investimento estrangeiro direto para níveis que já não se registavam há uma década. Dados que também contribuem para uma perceção externa muito positiva.

Para Eduardo Cabrita, este reconhecimento “é muito importante, antes de mais para os portugueses, mas também para a imagem do país”. “Em reuniões internacionais, a imagem [de segurança] é sempre associada a Portugal”, mas também a nível interno “os portugueses, hoje, cada vez mais, têm a consciência disso”, afirmou.

Esta evolução, ainda de acordo com o governante, deve-se “ao investimento” realizado no setor e a “uma grande coordenação de meios entre as várias forças”, nomeadamente, a GNR, PSP, Serviço de Estrangeiros e Fronteiras e Polícia Judiciária.

 

 

AUTOR

João Quintas

DATA

14.06.2019

Capa Edição Papel
 
EDIÇÃO Nº1414
Agosto 2019