1102

05 Dez 2019

| diretora: Edite Estrela

EDIÇÃO DIGITAL DIÁRIA DO ÓRGÃO OFICIAL INFORMATIVO DO PARTIDO SOCIALISTA

EDUARDO CABRITA
Portugal saúda criação do Mecanismo Europeu de Proteção Civil

Portugal saúda criação do Mecanismo Europeu de Proteção Civil

“É muito positivo” que a União Europeia disponha “de um mecanismo permanente de resposta a ocorrências de significativa dimensão”, considera o ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita.

 

O Parlamento Europeu aprovou, ontem, o novo Mecanismo Europeu de Proteção Civil que vai dotar a União Europeia (UE) de uma resposta permanente a ocorrências de grande dimensão, como incêndios florestais ou inundações.

“A UE compreendeu que é necessária uma resposta à escala europeia para problemas que são globais e não são específicos de um pas”, disse o ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita.

“Este Mecanismo Europeu de Proteção Civil é uma iniciativa da Comissão Europeia que resultou da avaliação da experiência e da necessidade de um apoio reforçado à escala europeia a ocorrências de proteção civil de grande dimensão na sequência dos incêndios de 2017 em Portugal”, salientou Eduardo Cabrita.

Através deste novo mecanismo, vai passar a existir “uma gestão europeia de apoio a ocorrências de grande dimensão” e, também, dotar a União Europeia de instrumentos financeiros adicionais para apoio ao aluguer ou aquisição de meios aéreos necessários para combater as situações de crise.

No domínio dos incêndios florestais, passará a existir “uma pool de meios aéreos que podem ser adquiridos pelos Estados e colocados à disposição do mecanismo europeu com financiamento de 75%, que numa fase posterior poderá ser elevada”, avançou o ministro da Administração Interna.

“Para Portugal, que já várias vezes beneficiou do apoio de outros Estados, mas também que no verão passado apoiou a Suécia com meios aéreos, a existência deste mecanismo adicional permitirá reforçar a maior dotação de meios aéreos para apoio a incêndios florestais”, disse Eduardo Cabrita, salientando que o apoio prevê, também, a instalação de hospitais de campanha e bombas de água especiais para acorrer a inundações.

Capa Edição Papel
 
EDIÇÃO Nº1414
Agosto 2019